Mulheres, memória e ditadura- Olhares Podcast – junho de 2018

Participei desse projeto mara da Aline Hack, o Olhares Podcast, em um bate papo sobre a participação das mulheres durante a ditadura, a resistência desde a primeira hora, violências e violações sexuais sofridas, a sobrevivência, a militância pela anistia, pelas diretas já e pela constituinte. Falamos também da necessidade de resgatar o exercício do diálogo…

Lançamento no Museu da República – Rio de Janeiro – 13.12.2017

Dia 13 de dezembro, data em que a edição do AI 5 completou 49 anos, foi mais um dia para debater memórias e resistências e apresentar um pouco dos resultados da minha pesquisa no Memorial da Resistência, agora com o pessoal do Coletivo RJ Memória, Verdade e Justiça no encontro “Memórias e Resistências: o edifício…

Lançamento no I Congresso de Direitos Humanos e Cidadania – UnB e conversas sobre memória e democracia. Outubro/2017

O Programa de Pós Graduação em Direitos Humanos e Cidadania da Universidade de Brasília (PPGDH/UnB) realizou, entre os dias 16 e 18 de outubro, o I Congresso Internacional de Direitos Humanos e Cidadania. Foi uma oportunidade bacana para debater “democracia, constitucionalismo, história e memória dos direitos humanos”, juntamente com os professores José Geraldo de Sousa…

Sobre o livro

No livro “Onde a humanidade vence a barbárie”, abordo aspectos da formação do Memorial da Resistência, lugar de memória na cidade de São Paulo, espaço sede do antigo DEOPS/SP durante a ditadura civil militar iniciada com o golpe de 1964. Parti das narrativas de ex-presas e ex-presos políticos com vivência naquelas carceragens e que retomam…

Sobre a autora

Sou advogada e assessora em direitos humanos; mestra em Direitos Humanos e Cidadania pela Universidade de Brasília; vencedora do Prêmio UnB de Dissertação e Tese 2016 com a Dissertação “A História é de Todos Nós: narrativas sobre a formação do Memorial da Resistência”, que deu origem ao livro.

Prefácio

Quando um Estado se mostra algoz dos seus cidadãos, é possível resistir? É possível sobreviver? E que lições podem ser extraídas dessas experiências? …